ENTREVISTA - NUNO CUNHA a a a

imagem

Nome?

Nuno Miguel Murta Cunha.

Idade?

15 anos.

Com que idade começaste a jogar basket? 

7 anos, mas parei e só recomecei aos 14.

Tens algum familiar que jogue ou que tenha jogado basquetebol? 
Sim, o meu pai.

Porque é que te decidiste pelo basket, em vez de outro desporto? 
Porque o basket foi o primeiro desporto com que tive contacto e desde que me lembro sou apaixonado por este desporto.

Foi fácil a tua integração no Scalipus Clube de Setubal? 
Sim.

Já tentaste ler artigos ou notícias que te possam ajudar a evoluir como jogador?  
Sim.

Qual foi o teu melhor momento na época passada? Porquê?

Ganhar o vale do tejo, porque foi a minha primeira época e foi a primeira vez que ganhei alguma coisa no basket, oficialmente.

Quais são as tuas prespectivas para a nova epoca?

Ganhar o máximo de jogos que conseguirmos e melhorar o máximo que conseguir o meu jogo.

O que tem mais valor para ti. Marcar um triplo ou fazer uma assistência? Porquê? 
Fazer uma assistência, porque uma assistência faz o jogador que marcou feliz mas também me faz a mim

O que te faz mais feliz dentro do campo?
Estarem todos a jogar em bem e em sintonia.

O que significam para ti os teus colegas de equipa? 
Os meus colegas de equipa para mim são como irmãos.

Qual é o teu maior sonho?  
Jogar basket profissionalmente.

Qual é o jogador/a português na tua posição e da tua geração que mais gostas de ver jogar? Porquê?

O meu colega de equipa Luís Brito, porque sempre que joga da sempre 110% e ainda consegue fazer as coisas quase sempre bem.

Qual é a jogador/a estrangeira que mais admiras e que mais gostas de ver jogar?

Derrick Rose.

Se pudesses escolher um jogador Português para defrontar em 1x1 quem escolherias? 
Patrícia Penicheiro.

Se pudesses escolher um jogador estrangeiro para defrontar em 1x1 quem escolherias?
Derrick Rose.

Quais são os teus hobbies além do basket? 
Ouvir musica e estar com os meus amigos.

Achas que o basket te tira tempo de estudo? 
Não, porque se for organizado há tempo para tudo.

Sentes que o tempo que dedicas ao basket é recompensado? 
Sim.

Que marca de botas mais gostas de usar?
Tanto me faz, desde que tenha botas para jogar.

Que posição mais gostas de jogar?

Extremo, mas quero um dia conseguir vir a ser base.

Já tiveste algum momento engraçado num jogo? Qual?

E triste?

Sim, quando na final do vale do tejo um colega meu falhou um lance livre de propósito para que a nossa pontuação ficasse no 69.

O meu momento mais triste na época passada foi estar sentado no banco, lesionado, durante a finalfour.

O que pensas do basquetbol em portugal? E no nosso destrito?

O basket em Portugal não é tão “explorado” quanto podia ser, apesar de começarem a haver cada vez mais campus e ofertas de bolsas de estudo para fora, aos nossos jogadores. No nosso distrito não há muitas equipas, mas as que existem são boas e competitivas.

O que dirás aos mais pequenos que queiram começar agora no basquetebol?

Dediquem-se a este desporto e não desistam ao primeiro obstáculo com que se depararem, sejam humildes e joguem em equipa e acima de tudo divirtam-se.

Para finalizar uma citação preferida.
“Limites, como o medo, são muitas vezes apenas uma ilusão” – MJ

 

Mario Forte (2013-09-17)

 

(Voltar...)

Partilhar Noticia no Facebook

facebook